Thondorf Responde!

Nessa semana começamos um novo projeto o Thondorf Responde, respondemos algumas perguntas mais comum sobre contabilidade, a seguir veja as três perguntas escolhidas da semana.


A contabilidade é uma das profissões mais antigas do mundo. Na verdade, o contador deixou de ser um mero guardador de livros para se tornar um dos agentes mais importantes dentro de uma empresa.


Desde a interpretação dos números a tomada de decisão, o contador é o médico das empresas, é o profissional que consegue analisar através dos números a enxergar a dor, a ferida da empresa.


O contador é o profissional que cuida das questões financeiras, tributárias, econômicas e patrimoniais de uma empresa. É ele quem gerencia toda questão contábil e trabalhista, apuração de impostos, relatórios financeiros e de risco, fluxos de caixa, tributação, abertura de empresas dentre outros.


É uma profissão que exige muita atenção e responsabilidade.


Atualmente o perfil do contador mudou, antigamente a necessidade deste profissional era simplesmente por atender as exigências do fisco, para cumprir as inúmeras obrigações acessórias, visto que este profissional foi capacitado e treinado para isso. O contador, por meio da consultoria, vai orientar seus clientes, a fim de maximizar o desempenho deles no meio empresarial.


Como diz Antônio Lopes de Sá, contador, escritor e professor de Contabilidade:

“A colaboração que o contador pode dar à empresa vai muito além dos limites que a maioria dos empresários requer.”


“A Contabilidade é uma das profissões mais difíceis e mais complexas que existem, porque, para o profissional exercer, ele tem que se atualizar diariamente com respeito a normas de legislação, tem que ter uma capacidade de relacionamento com o seu cliente, para quem vai prestar o serviço, muito grande, porque ele tem que entender e tem que avaliar aquilo que esse cliente está fazendo. Por outro lado, ele tem que manter uma postura de total independência, para que possa fazer julgamentos que são requeridos em todas as fases do trabalho do profissional da contabilidade”

(Claudio Filippi –presidente CRCSP - gestão 2014-2015.)

Assim como toda empresa necessita de um administrador, ela precisa também de um contador


A incidência de altas cargas tributárias no Brasil é um empecilho para o desenvolvimento de muitas empresas.


Nesse cenário, optar pelo regime de tributação correto e que mais se encaixa no perfil do seu negócio é uma decisão essencial.

Regime de Tributação é um sistema que define a cobrança de impostos de cada empresa, que é determinado de acordo com a quantidade da arrecadação.

As alíquotas variam de acordo com os diferentes tipos, assim como a base de cálculo.

A escolha do regime tributário é um dos passos mais importantes para o sucesso de uma empresa. Uma opção malfeita nesta etapa do processo pode gerar a necessidade do pagamento de um conjunto de impostos inadequados, comprometendo sensivelmente a saúde financeira do negócio.

Ter o conhecimento do tipo ideal de tributação para a empresa, obtém-se um planejamento tributário muito mais completo, e você adota um conjunto de sistemas legais que visam diminuir o pagamento de tributos.


São três tipos de regime de tributação no país: Lucro Real, Lucro Presumido e Simples

Simples Nacional:

Exclusivo para empresas de micro e pequeno porte, cujas receitas anuais não sejam superiores aos 4,8 milhões de reais.

Lucro Presumido:

Regime em que o imposto de renda e a CSLL são calculados com base em um percentual correspondente ao lucro da empresa. Este percentual é fixo e pré-estabelecido por lei, aplicado sobre a receita bruta. O regime pode ser optado pela pessoa jurídica que não esteja obrigada a apurar o lucro real e que tenha receita anual inferior a 78 milhões de reais.

Lucro real:

Regra geral de tributação de pessoa jurídica no Brasil, é regime obrigatório para aquelas que têm faturamento superior ao teto do lucro presumido e para determinadas atividades empresariais, como as financeiras e quem receba receitas do exterior, entre outras.

Nesse sentido, o ideal é contratar profissionais do ramo contábil, para auxiliá-lo na escolha do regime de tributação e para fazer todos os cálculos corretamente e não sofrer com problemas e cobranças do Fisco, no futuro.



Muitos empresários não enxergam o trabalho da contabilidade como instrumento de tomada de decisão de suporte e apoio.

É comum que, ao ouvir a palavra “contabilidade”, muitos associem este termo ao departamento contábil, pessoal, saiba que os serviços da contabilidade são fundamentais não somente quando se trata da folha de pagamento, práticas de escrituração , emissão de guias de impostos, eles também são fundamentais para a gestão estratégica do empreendimento por meio da análise de números.

Pequenas e microempresas, antes mesmo de iniciarem suas operações, precisam tomar uma decisão nada simples, que é escolher o regime tributário mais vantajoso para se enquadrarem. Nada simples porque uma escolha equivocada significa pagar mais tributos do que deveria, situação indesejada por qualquer empresa não é mesmo?

E para proceder com esse tipo de análise você deve contar com um contador, que ficará responsável por interpretar a legislação e observar em qual cenário sua empresa incorre em menores custos.

Por mais que seja possível fazer o controle financeiro sem ajuda de profissionais, a verdade é que, para um leigo no assunto, sempre vai faltar alguma coisa.

Ter o apoio contábil, nesse sentido, ajuda a manter o controle sobre as finanças, inclusive educando sócios a respeito de bons hábitos de gestão.

Além disso, ainda deve haver uma preocupação em recolher todos os tributos sempre nas datas e proporções corretas. Não se esqueça que irregularidades fiscais implicam em pesadas multas e podem, até mesmo, levar à suspensão das operações de sua empresa.

Existe uma metáfora sobre a importância da contabilidade como ferramenta de gestão que compara uma empresa sem contabilidade a um barco perdido no meio do oceano e sem bússola. O autor desta comparação foi bastante feliz. Afinal, o mercado é, de fato, um oceano (e bem tempestuoso, diga-se de passagem) e a empresa nunca saberá que direção seguir sem a “bússola” das informações contábeis


Podemos então elencar os principais motivos para se contratar um contador

 Conhecimento da Legislação Brasileira

 Segurança ao abrir uma empresa

 Planejamento Tributário

 Ter total controle financeiro sobre o negócio

 Informações úteis para tomada de decisão

 Obter crédito com maior facilidade

 Controle de custos de produção

 Consultoria Contábil


“Há um grande crescimento econômico, resultando em novos empreendimentos, dos quais sua maioria é constituída por micro e pequenas empresas. Entretanto, estudos indicam que estas possuem um alto índice de mortalidade nos primeiros anos de vida devido à falta de instrumentos que auxiliem na gestão do negócio. Nessas circunstâncias, o contador por meio da contabilidade, oferecerá aos gestores elementos que lhes permitam administrar de forma eficaz a empresa. ”


Conclusão – Deixe a contabilidade otimizar sua empresa

Não há dúvidas sobre a importância da contabilidade para as pequenas empresas.

Afinal, um negócio vencedor se faz com trabalho em equipe, não acha? Agende já sua visita! Não perca tempo. Conte conosco.


2 visualizações

THONDORF

© 2021  Thondorf

Rua Olavo Franca Paz, 45 - Piazza di Roma - Sorocaba/SP

Contabilidade - Simples Nacional - Imposto de Renda Contabilidade em Sorocaba SP - Contábil - Imposto de Renda - Tributário - Thondorf Contabilidade

Consultoria contábil empresarial

Contato:

  • Segunda à sexta-feira
    Horário de Atendimento

  • das 08:30 as 18:00

Parceiros e contribuidores