Manga terá reunião hoje para tentar retirar Sorocaba da fase vermelha.


Prefeitos e representantes das prefeituras de 16 municípios da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) se reuniram na manhã deste domingo (24) para realizar uma avaliação conjunta sobre a situação da pandemia na região. A reunião emergencial, realizada no Parque Tecnológico de Sorocaba, também teve como objetivo unir forças para fortalecer a saúde regional e levar propostas conjuntas de flexibilização do Plano São Paulo ao governo do Estado, que atendam às necessidades da RMS.


Na ocasião, também foi formada a Comissão Especial da Região Metropolitana de Sorocaba, composta voluntariamente por sete prefeitos das cidades da região, incluindo: Sorocaba, que lidera a comitiva, Votorantim, Iperó, Ibiúna, Araçoiaba da Serra, Salto e Piedade. A iniciativa visa levar essas propostas à reunião com o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi. O encontro, que será em São Paulo, já foi agendado pelo prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga, para esta segunda-feira (25).


Reunião emergencial

O prefeito Rodrigo Manga iniciou a reunião descrevendo os números da RMS, sua importância para o Estado de São Paulo e as principais ações que a cidade de Sorocaba já vem realizando para o enfrentamento da pandemia. Entre as medidas de combate a Covid-19, Manga destacou a criação do Plano Municipal de Vacinação; o aumento da frota de veículos e de horários dos ônibus para evitar aglomeração; o aumento do número de leitos de UTI Covid-19, que chegará a 30 novos ainda nesta semana, contratados desde 1º de janeiro para atender o município; uso de veículos da Câmara Municipal para reforço na fiscalização de condutas e o lançamento, que será feito na segunda (25), de quatro ônibus equipados com tecido de tecnologia antiviral.


“Hoje foi um dia muito importante para Sorocaba e para a nossa Região Metropolitana. Conseguimos reunir muitos prefeitos da RMS, trocar informações sobre a situação de nossos municípios e, agora, vamos buscar ampliar o diálogo com o governo do Estado”, salientou o prefeito Rodrigo Manga.


A seguir, o secretário de Saúde de Sorocaba, Dr. Vinícius Rodrigues, apresentou os dados epidemiológicos da RMS, destacando os critérios do governo estadual para o estabelecimento das fases do Plano São Paulo. Um desses critérios é a ocupação de leitos, anteriormente delimitada em 85% para permanecer na Fase Laranja. Sorocaba tem, hoje, o índice médio de 77% e estaria, portanto, abaixo dessa faixa. No entanto, recentemente, o governo do Estado mudou esse critério, diminuindo para 75% o índice de ocupação, o que muda a condição de Sorocaba e demais municípios da RMS.


Propostas

O encontro permitiu que se formulasse um conjunto de propostas a ser apresentado ao Governo do Estado nesta segunda-feira, sendo: considerar nos índices regionais cinco novos leitos de UTI Covid já contratados e prontos para o atendimento na UPH Zona Leste de Sorocaba; ativar 20 leitos de UTI Covid no Hospital Regional Dr. Adib Domingos Jatene, por meio de um consórcio dos municípios da RMS; considerar a RMS nos critérios da fase laranja durante os dias de semana, no período das 6h às 20h e manter o comércio aberto oito horas por dia, com 40% de ocupação e seguindo todos os protocolos de saúde e segurança.


Participantes

Além do prefeito de Sorocaba, estiveram presentes na reunião os prefeitos Rodrigo de Andrade, de Araçariguama; João Paulo Dantas Pinto, de Alambari; Geraldo Pinto de Camargo, de Piedade; Antônio Bimbão, de Alumínio; Dr. Quevedo, de Araçoiaba da Serra; Araldo Todesco, de Tapiraí: Fabíola Alves, de Votorantim; Léo Folim, de Iperó; Vlamir Sandei, de Tietê; Matheus Marum, de Salto de Pirapora; Guto Issa, de São Roque; Paulinho Sasaki, de Ibiúna e Laerte Sonsin Jr., de Salto, além da secretária da Saúde, Sandra Fernandes, representando o prefeito Dinho, de Cesário Lange e Ana Paula Sampaio, vice-prefeita de Boituva.


“É muito importante essa união de ideias e pensamentos neste momento em que nossas cidades sofrem tanto e abrir um diálogo que seja representativo da nossa região, um canal de conversa com o governo do Estado”, afirmou Laerte Sonsin, prefeito de Salto.

Outro prefeito que também se pronunciou na reunião foi o Dr. Quevedo, de Araçoiaba da Serra. “Trata-se de um tema muito sensível para toda a região. Não queremos confrontar, mas, sim, buscarmos, juntos, as soluções e abrir um diálogo com o governo do Estado, que nos possibilite sair fortalecidos dessa crise.”


Fonte Jornal Cruzeiro


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo