Comissão debate aumento de limite de faturamento para MEI

Receita anual bruta, hoje limitada a de cerca de R$ 81 mil, poderia chegar a R$ 130 mil


A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados debate nesta quarta-feira (18) projeto de lei que aumenta para R$ 130 mil a receita bruta anual permitida para enquadramento como Microempreendedor Individual-MEI (PLP 108/21). O projeto, que tramita na Câmara dos Deputados, ainda autoriza o MEI a contratar até dois empregados. Hoje, é permitido apenas um funcionário.


Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei complementar


De acordo com o deputado Marco Bertaiolli (PSD-SP), que pediu o debate e é relator da proposta na comissão, a proposta e seus apensados se traduzem “em necessária e indispensável medida de atualização dos tetos para a delimitação das empresas que possam ser enquadradas no regime do MEI”.


Na avaliação dele, a proposta tem potencial de gerar efeitos fiscais positivos e de diminuir a informalidade no setor empresarial brasileiro. “Além disso, vai permitir que as empresas nacionais que tenham potencial de crescimento não se vejam tolhidas por regras defasadas economicamente”, acrescenta.


Foram convidados: – o ministro da Economia, Paulo Guedes; – o presidente do Sebrae, Carlos do Carmo Andrade Melles; – o presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, Alfredo Cotait Neto; e – o presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC), José Roberto Tadros.


A reunião será realizada às 9 horas, no plenário 4.


Da Redação – RL

Fonte: Agência Câmara de Notícias

0 visualização0 comentário